‘Quebrei o teto do avião com as costas’, diz passageiro vitimado por forte turbulência

Por

Estadão

Quatro pessoas seguem internadas por conta dos ferimentos provocados pela turbulência, mas não correm riscos

O aposentado Conrado Tomasini, de 67 anos, foi um dos passageiros que se feriram durante a turbulência severa que atingiu um voo da companhia Air Europa que fazia o trajeto entre Madri (Espanha) e Montevidéu (Uruguai), na madrugada da segunda-feira da semana passada, dia 1º.

A aeronave, que precisou desviar e pousar de forma emergencial em Natal, no Rio Grande do Norte, sofreu tantos solavancos que o idoso foi lançado para dentro do bagageiro da cabine do avião. O momento em que ele foi retirado do compartimento foi registrado em vídeo por um dos passageiros.

“Acordei batendo em alguma coisa. Quebrei o teto, quebrei canos que passavam lá dentro, tudo com as costas”, disse Tomasini em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, veiculada neste domingo, 7. “Gritos, gemidos, gente deitada. Foi assustador”, descreve o aposentado ao se lembrar do momento traumático.

Imagens gravadas por um dos passageiros mostram Tomasini com o corpo inteiro dentro do bagageiro, apenas com os pés para o lado de fora. Ao ser retirado, é possível vê-lo com a camisa rasgada. Apesar de ainda apresentar alguns hematomas nas mãos, Tomasini, que é uruguaio, já está em casa, em Montevidéu.

A esposa de Conrado, a auxiliar de serviços hospitalares Lourdes Caraballo, também se chocou contra o teto, e hoje ainda convive com um hematoma grande na região do pescoço. “Eu estava no chão, depois me recuperei um pouco. Olho para cima, vejo os pés (do Conrado) e falo: ‘olha, aquele ali é meu marido'”, disse ela, também ao Fantástico.

Tomasini e Lourdes foram duas das 40 pessoas que precisaram de atendimento médico depois que o avião fez o pouso de emergência no Brasil. Seis pessoas tiveram que ser internadas em hospitais do Rio Grande do Norte por apresentarem quadros mais graves – quatro foram parar na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A reportagem do Fantástico ouviu também o relato de outras vítimas, que estiveram no voo da Air Europa. “Pensei que aquele era o último dia da minha vida. Estava despencando em uma velocidade impressionante, e vendo gente voando pelo avião”, disse o bancário Rafael Perez.

“É como se uma bomba tivesse caído. A primeira coisa que vejo é que minha esposa não estava ao meu lado. Eu a encontrei no chão com outro passageiro também caído”, contou o empresário Carlos Fleuerquin ao programa.

A enfermeira Irene Amoros Dorda, de 77 anos, chegou a fraturar oito costelas com as movimentações bruscas da aeronave. “Quando percebi, eu estava no chão, com coisas em cima: cobertores, gente, tudo. Meu marido me ajudou a levantar e me sentou. As pessoas reclamavam, choravam. Tudo isso foi terrível”.

De acordo com a reportagem, quatro pessoas seguem internadas por conta dos ferimentos provocados pela turbulência, mas não correm riscos.

Confira mais Notícias

Acidente Aéreo

Mundo

Irã confirma morte de presidente Ebrahim Raisi em acidente de helicóptero

Acidente Aéreo

Mundo

Avião de pequeno porte cai e mata cinco pessoas nos Estados Unidos

Acidente Aéreo

Mundo

Queda de helicóptero mata ex-presidente do Chile

Acidente Aéreo

Belo Horizonte

Quem são as vítimas de queda de avião em MG

Acidente Aéreo

Belo Horizonte

Avião cai e deixa 7 mortos na zona rural de Itapeva, MG

Acidente Aéreo

São Paulo

Não há sobreviventes em helicóptero que caiu no litoral de São Paulo

Acidente Aéreo

Brasil

Acidente Aéreo: 14 pessoas morrem em queda de avião no Amazonas

Acidente Aéreo

Mundo

Choque entre aviões militares na Colômbia deixa um morto